Destaques BGS 2019: Project REsistance - É Tudo Biscoito

Breaking

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Destaques BGS 2019: Project REsistance

Continuando minha saga por entre alguns dos jogos que pude ter a chance de experimentar durante a BGS 2019 esse ano vou para um que me marcou negativamente, o vindouro game multiplayer de Resident Evil (parece que a Capcom tenta a todo custo emplacar um jogo online no universo) chamado agora de Project REsistance, disponivel no estande do Xbox e da Warner na BGS.


Pra você que é da garotada de hoje em dia, o game funciona mais ou menos como um Dead by Daylight da vida, onde temos 5 jogadores, 4 controlam os sobreviventes realizando missões e Raccon City para tentar fugir de algum lugar, enquanto o 5º jogador é o próprio vilão, o 'Mastermind'.

Os sobreviventes se dividem entre algumas categorias, e possuem habilidades como hackear cameras, healing, força extra, etc. Já o vilão consegue summonar monstros, controlar zumbis (controlar até o próprio Mr. X), colocar armadilhas e fazer de tudo para impedir que os heróis consigam realizar seus objetivos.


Porém o jogo não consegue ser muito mais do que genérico. Eu entendo que a gente joga com 5 pessoas desconhecidas na feira, não dá pra ficar fazendo planos ou conversando durante o gameplay, mas nada ali me empolgou, a jogabilidade apresenta animações boas como as do remake de Resident Evil 2, porém o feeling do jogo está muito mais parecido com Resident Evil 6, que é um pouco não é tão fluida como deveria ser.

O destaque do jogo é o Mastermind, o vilão possui uma vasta gama de habilidades para atrapalhar os heróis da trama, mas hoje em dia temos muitas opções melhores nesse quesito, como o próprio Dead by Daylight, Friday the 13th e até mesmo o vindouro Predador parece uma opção mais atrativa.


Alguns boatos colocam REsistance como um modo multiplayer de um vindouro 'Resident Evil 3 Remake', o que faria muito sentido, seria além de uma boa jogada de marketing um motivo pra juntar a turma e jogar esse multiplayer pra passar o tempo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário