Uma viagem pelos filmes de Schwarzenegger - É Tudo Biscoito

Breaking

quinta-feira, 14 de junho de 2018

Uma viagem pelos filmes de Schwarzenegger

Recentemente estou preso em casa com a perna pra cima, então pra matar o tempo ando revendo muitos filmes, porque ver filmes novos é uma coisa que a gente faz raramente não é verdade? 


Então fiz aquela lista de "filmes favoritos" e cara, a maior parte dela é de filmes do Schwarza, o cara é um icone dos filmes de ação, e passou por diversos gêneros em toda sua carreira, seus filmes não são mega gabaritados, mas não é isso que importa e sim a diversão! Então vamos lembrar porque o Arnold é um icone imortal da historia do cinema.


A gente pode começar logo pelo primeiro grande filme do cara, Conan o Barbaro, de 1982, um verdadeiro épico, digo, o estilo do filme, Conan tem a cara do cinema daquela época, com mulheres semi nuas, muita violência, e tomadas mais longas, é um filme lento, e que vai contando diversas pequenas historias durante a aventura.


O que eu mais gosto nesse filme é como o personagem vai passando por diversos perrengues diferentes até conseguir se vingar do vilão Thulsa Doom. Os efeitos hoje são ruins, e muitas sequencias de ação podem não parecer tão empolgantes assim, mas quanto eu era criança vendo esse filme, cara como era demais, era quase um gore, tinha sangue, peitinhos, e um grande herói fortão que dava um jeito em tudo no final.


Em 1984 temos um dos melhores sci fi de ação, O Exterminador do Futuro, Schwarzenegger era o vilão desse aqui, num filme que só passava nas noites do SBT e eu morria de medo daquele robô que jamais parava. 


Esse filme foi uma das primeiras vezes que eu conheci historias sobre viagem no tempo, e também mostra como os filmes daquele tempo eram editados diferentes, eu vi esses dias o Terminator Genesys, e o filme parece que se esforça tanto pra contar um historia, mostrando um milhão de plots e reviravoltas sem se preocupar com seus personagens, todo mundo fica sem carisma, e tem umas piadas jogadas só pra aparecer no trailer. O original não, tem um tema coerente, narrativa bem amarrada, e a ação e o espetáculo só complementa isso.


Já em 1985 tem um dos melhores filmes de ação pra desligar o cérebro já feito, Comando Para Matar, um estilo de filme que está retornando aos poucos, mas era grande nos anos 70 e 80, tínhamos um protagonista carismatico, e um motivo besta pra fazer ele ir pra cenas de ação. Arnold é um ex-super-mega-blaster agente secreto, sequestram a filha dele, e ele vai explodir uma republiqueta inteira para salva-la.


O legal desse filme é o ritmo, muitos filmes de ação se perdem nas sequencias onde precisa ter historia e personagens se desenvolvendo, o que não é o caso aqui, o filme não para de contar piadas, e cada tirada sacana dos personagens acrescenta no seu carisma e na próxima sequência de ação.


1987 tem mais dois clássicos, o primeiro é quase uma hidden gem: The Running Man O Sobrevivente, provavelmente o pai de Jogos Vorazes, é novamente uma pegada sci fi de ação onde o roteiro é tão bem amarrado que dá gosto, isso porque tudo é muito trash, pra quem não conhece o tal 'Running Man' é um programa de TV  onde prisioneiros são jogados lá pra jogar uma partida hardcore de Olimpíadas do Faustão, e o programa realmente se parece com o Domingão do Faustão, ou todos aqueles game shows Americanos, cheios de danças, assistentes de palco e personagens estereotipados.


É um filme que consegue contar uma historia seria, sendo um filme engraçado e recheado de cenas de ação ótimas, funciona pra muitos publicos em muitas layers diferentes.


O outro filme de 87 é Predador, outro sci fi de ação, mas dessa vez sem a parte filosófica, mas com temas de terror, um monstro esta matando os melhores soldados, e agora estamos presos com ele em uma floresta onde nós somos sua caça. Esse aqui é mais famoso pelo final com certeza, a sequência derradeira entre Arnold e o Predador é que diverte.


Arnold também entrou pros filmes de comedia, e aqui eu já evito a maioria deles, com exceção de Um Tira no Jardim de Infância, aquele filme bobo que a gente não deixa de ver sempre que passa. É uma formula testada e aprovada com muitos atores de ação, colocar eles pra interagir com crianças, o Vin Diesel tem o Operação Baba, Jackie Chan tem o Missão Quase Impossivel, etc e tal, nesse caso eu acho que funciona.


Ainda em 1990 tem outro grande clássico dos sci fi de ação do cinema, um dos melhores filmes de ação já feitos, O Vingador do Futuro. Eu considero ele um dos melhores pois além das sequencias de ação em si, a questão de você nunca saber se tudo aquilo está acontecendo de verdade ou na cabeça do personagem é um charme que traz uma tensão constante pro filme todo. Aqui a gente vê o protagonista sempre pensando, investigando, descobrindo e trabalhando pra poder vencer os vilões, por isso que as cenas de ação do remake parecem tão vazias, não tem nada alí dando essa tunada na historia.


Em Vingador do Futuro o Arnold interpreta um cara que recorre a um implante de memória, para poder simular uma viagem a Marte, nessa viagem dizem pra ele que ele vai ser um grande agente secreto, lutar contra bandidos e no final beijar a garota. Mas ai parece que algo deu errado e na verdade ele é um agente secreto de verdade numa conspiração, mas sempre fica a duvida, afinal logo no inicio do filme o cara já conta o final. Isso é um charme sem igual num filme desse tipo, te deixa bem instigado a acompanhar, e lembra que o importante nunca é saber o final da historia, e sim como ela chega até lá.


Em 1991 acho que tem o último realmente grande e importante filme do Arnold, Exterminador do Futuro 2, pessoalmente o meu filme favorito, e acho que tudo que falei sobre os filmes anteriores se resume aqui pra dizer o porque, o ritmo, roteiro, carisma, são diversos elementos que me fazem ver esse filme sem pular nada sempre que coloco pra tocar de novo. É um filme que sempre dói o coração quanto fazem sequência, afinal é um fim tão perfeito que expandir ele parece um exercício inútil.


Após isso os filmes foram ficando com qualidades bem duvidosas, ou caindo nos defeitos que temos nos filmes modernos, de edição e ritmo que tentam impressionar não conseguem fazer isso muito bem. Entre os bons temos True Lies em 94, o divertido Mercenarios 2 em 2012, e outro legalzin O Ultimo Desafio em 2013. Agora se quiser saber dos filmes ruins, procure os outros que não citei aqui xD


Bom esse foi um exercício divertido de lembrar de alguns filmes clássicos não foi mesmo? Quem sabe um dia não fazemos de novo, se você chegou até aqui, muito obrigado, vá lá você também rever alguns dos seus filmes favoritos, o importante é se divertir, e cada um de nós interage com os filmes de formas diferentes, seu filme favorito pode ser Poderoso Chefão, Clube da Luta ou My Little Pony, o importante é que você se divertiu o/

Nenhum comentário:

Postar um comentário