Panzer Dragoon Orta | Review - É Tudo Biscoito

Breaking

quarta-feira, 25 de julho de 2018

Panzer Dragoon Orta | Review


Uma das coisas mais legais do Xbox One hoje é o acesso aos jogos da retrocompatibilidade, um antigo exclusivo do primeiro Xbox que sempre quis experimentar foi esse clássico cult da Sega, o último jogo lançado da franquia que terminou com muito estilo.

No game jogamos com Orta, uma jovem que passou a vida inteira presa em uma torre de um imperio que agora domina o planeta que está devastado com seus poderosos dragões e maquinas de guerra. Um dia um dragão invade a base destruindo a torre e te salvando, agora um novo mundo se abre para Orta, e enquanto ela descobre mais sobre si mesma e o planeta, encontramos uma pequena resistencia que vamos ajudar ao longo da aventura. Dá pra ver que eu não manjo muito do enredo da série xD na verdade é o único game que já joguei de Panzer Dragoon, mas o legal mesmo é o gameplay.


Panzer Dragoon é um jogo de tiro on rails, mas com um grande diferencial da concorrência, seu personagem possui 3 tipos diferentes de tiro, o laser padrão, com velocidade balanceada e possibilidade de travar os alvos (bem Star Fox mesmo), o canhão pesado, que causa mais dano porém deixa seu dragão mais lento. E por ultimo uma metralhadora que possui um grande alvo, dá mais velocidade para o dragão e recupera um pouco de energia, porém é a mais fraca servindo mais para defesa.


Em cima do seu dragão os inimigos vem dos 4 cantos da tela, você vai mudando o angulo pelo gatilhos, e também pode avançar ou frear para desviar de tiros ou ir para a frente ou trás dos inimigos. Ao longo do jogo esses simples conceitos são expandidos, sendo usados das mais diferentes formas como inimigos que tomam dano apenas de um lado, ou golpes telegrafados que precisam ser evadidos. Isso dá uma dimensão totalmente nova para o gênero, e olha que o jogo é antigo, mas não existem outros como esse aqui.


A dificuldade do game é alta a primeira vista, o gameplay é simples mas exige que você aprenda todos os macetes para enfrentar as hordas que vem com golpes diferentes e mais complexos no decorrer dos 10 capitulos, mas cada vez que aprendemos um padrão e descobrimos o jeito certo de derrotas os chefes sem perder muita energia, dá uma sensação incrível de conquista.


Panzer Dragoon Orta pode ser o último jogo dessa franquia, mas é o ápice dela sem duvidas, os graficos são bem detalhados e muito bonitos para a época (e realmente o poder do Xbox era o maior no seu tempo), a trilha sonora e o design de todo o mundo também é fantástica, um jogo imperdivel e baratinho na live.


Nenhum comentário:

Postar um comentário